LA LARGA NOCHE DE FRANCISCO SANCTIS, Andrea Testa, Francisco Márquez

la-larga-noche

Adaptação de La Larga Noche de Francisco Sanctis de Humberto Constantini

Ficção, 2016, 76’
2ª f. 3 Julho – 19h Biblioteca de Marvila
Sáb 8 Julho – 22h Sala 3 Cinema São Jorge

Trinta e dois anos depois da publicação na Argentina deste romance, só um ano depois do fim da ditadura cívico-militar, este primeiro trabalho de Testa e Márquez transcende a moldura e o alcance político da obra homónima de Constantini para construir uma poética de ritmo agudo e planos fechados. O filme acontece todo numa (longa) noite e centra-se num personagem, Francisco, que recebe um telefonema de uma ex-colega da Universidade. A tensa Buenos Aires dos anos 70 pauta os climas e a contenção emocional. Os realizadores, na sua primeira longa-metragem, deixam fora de campo, latentes, as explicações redundantes e os militares. E, como nos grandes filmes, os recortes, ações e hesitações roubam o lugar às palavras.

> Cannes 2016

Realização Andrea Testa, Francisco Márquez — Argumento Andrea Testa, Francisco Márquez — Fotografia Federico Lastra — Montagem Lorena Moriconi — Som Abel Tortorelli — Interpretação Diego Velázquez, Laura Paredes, Valeria Lois, Marcelo Subiotto, Rafael Federman — Produção Luciana Piantanida, Pensar con las Manos.