AR 2017: os fantasmas da ditadura argentina e o nosso operático ‘sem futuro’

a-pala-de-walsh

Terceiro ano do AR – Festival do Cinema Argentino e terceiro ano em que o À pala de Walsh se debruça sobre os pontos altos da programação deste festival que apresenta algumas novidades: a sua localização divide-se entre a Biblioteca de Marvila e o cinema São Jorge e, para mais, um grupo magnífico de realizadores nacionais, composto por João Rosas, Rita Azevedo Gomes, Rui Simões e André Godinho, estará presente para apresentar e discutir os filmes…

Link: http://www.apaladewalsh.com/2017/07/ar-2017-os-fantasmas-da-ditadura-argentina-e-o-nosso-operatico-sem-futuro/